quinta-feira, agosto 27

Se não fosse assim, não seria eu!

Eu tenho particularidades, que só mesmo essa frase define.... Se não fosse assim, não seria eu!
E eu, essa mulher madura, de 31 anos nas costas, ainda consigo me indignar com certas atitudes, ou no caso... falta de atitudes... Das pessoas em relação a filhos...

Ontem fomos Douglas e eu ao Centro de Guaianazes (Filial do inferno II) , comprar um perfume do boticário pro meu sogro, niver dele.... Bom, pra chagar lá passamos por ruinhas... inhas mesmo.... e em uma dessas ruinhas inhas, minúsculas estava na ¨esquina¨ duas crianças brincando sozinha... Até ai, tudo bem, tirando o fato de quem uma, tinha no máximo a idade do Enzo, e a outra se muito tinha seus três anos! E a ¨esquina¨ era uma faixa de uns centímetros de calçada... a rua, mas dava um carro.... ou seja, um destraido, entrando ali correndo, com certeza ia subir na ¨calçada¨ ou pra ser mais direta, nas crianças....

Eu como sempre fiquei olhando com minha cara de PUTA QUE PARIUU! E com Douglas me conhece, e conhece bem essa cara ... Ele disse.... Que foi? E eu.... Meu... onde estão as mães dessas crianças!.... E ele.... Dando a prexeca, ou fazendo fofoca !!! Mas e sabe o que é o pior... É verdade! Agora eu pergunto, quem é que cuida dessas crianças se não Deus!

Isso me fez lembrar de um dia que eu estava indo ao mercadinho.... e a rua que leva ao mercadinho tem no inicio da esquina uma descida enorme, pra quem tá vindo com o carro, é uma subida certo? E eu sei que quando a gente sobe, só da pra ver a esquina quando você chega lá, devido a subida ser muito ingrime....
E eu indo apé ao mercadinho, vejo um Bebe, não é exagero, era um bebe mesmo! Na esquina, ele foi andando com dificuldade e caiu sentado bem no meio da rua.... Eu peguei ele e fiquei olhando de onde tinha vindo.... e vi um portão aberto, fui até lá, uma mulher nojenta dançando forró estava lá dentro.... ai falei .... esse menino é daqui.... ela veio correndo.... pegou a criança, deu uns 8 tapas fortes no moleque dizendo.... vc fugiu de novo !.... E me agradeceu.... e eu não consegui me mexer..... A minha vontade foi de voar nela e dizer... se você consegue bater assim em mim.... Mas como diz o Martins, eu não posso salvar o mundo! E virei as costas e fui embora passada....

Mas eu não deixo de me indignar.... poxa, se fez, cuida meu!

Só mais um desabafo!

10 comentários:

Flávia Romanelli disse...

Concordo plenamente Mel, acho que tem gente que não devia ter o dom de procriar!

Bjoca

Tati disse...

e tem gente louca pra engravidar, e nao consegue, enquanto essas fiaaaaaaas da pppppppp, tem filho a rodo, e larga pro mundo......
é de dá nó no ''estommmbago''de raivaaaaaaa

é.. nao podemos salvar o mundo mesmo.. sábio Martins..kkk

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

Realmente...

Esse é só um exemplo dos vários casos que tem hoje em dia... "/

O importante é ajudarmos sempre que pudermos e quando fizermos os nossos, cuidarmos muito bem!
Se ja tivermos... é só fazer valer a pena, afinal, são as nossas continuações aqui na Terra!

Beijo Doce!

Irmãs disse...

Isso é a coisa mais comum do mundo, infelizmente. Tô cansada de ver essas coisas e muitas outras que me deixam puta tbm.

Beijos!

Sah

Mariana. disse...

QUE ABSURDO!
Pois é...Eu passo por isso todos dias de minha vida, vejo casos assim e piores, e infelizmente não podemos salvar o mundo...

Ah, esqueci de me apresentar, MARIANA! ^^ Tava dando uma passada e gostei do seu blog! *-*

Já sou seguidora ^^ bjos "Mel" (L)

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

*_*

Obrigado pelo comentário! Não é todo dia que se ouve(lê) coisas assim! É bom quando nos sentimos especiais! (:

O que disse no comentário so complementou ainda mais o texto! Obrigado pelo carinho e pelas visitas frequentes, não esgrudo daqui por nada também!

Beijo Doce!

Hell Yeah disse...

Mel, eu tenho uma opinião mto sincera sobre isso. Já me chamara de preconceituoso, insensível e todos os outros adjetivos possíveis e imaginários, os quais eu aceito com todo gosto. Porque ter filhos se você não tem uma estrutura mínima mental, fisica e psicologica. Dizem que o destino de toda mulher é ser mãe, o que eu também não concordo, e usam esse argumento prá justificar um bando de crianças correndo pelas favelas da vida, filhos de mães inconsequentes ou não, mas vivendo sem um mínimo de estrutura. Não me importa se a mãe educa bem o filho ou se é uma boa mãe ou o que quer que seja. Pense que seu filho merece o mínimo de estrutura (uma casa decente, educação, comida e estrutura familiar). E isso até que me provem o contrário, jamais você encontrará num ambiente assim. Olho com os olhos da realidade, não com um falso moralismo e nem sou hipócrita: tem capacidade de proporcionar isso, tenha filhos. Não tem, não tenha. Porque depois vai ficar chorando na TV, nos jornais da vida, que perdeu o filho pro tráfico, que o governo isso, que o governo aquilo, que o filho foi morto pela polícia. E já aviso que quem quiser entrar no mérito da questão comigo, nesse assunto especificamente, tem que ter muita bala na agulha prá poder me provar que eu tou errado.

Mari disse...

É um absurdo. Eu vejo coisas parecidas todos os dias, já que perto da PUC tem um colégio que tem uma das saídas justamente no estacionamento em que deixamos o carro. É de uma falta de tudo largar as crianças correndo no estacionamento enquanto ficam fofocando encostadas em algum carro alheio. Isso muito me irrita!

Clauemagrecendo disse...

Perfeito seu comentario Mel...
Fico muito indignada com isso também. Porque não toma a poooorra do remédio pra não ficar grávida e ter q cuidar né.
Beijokas

disse...

Amiga, aqui no Rj não é diferene e imagina a minha revolta sendo a mãezona e assistente social que sou? è o fim do mundo mesmo.
É como vc disse, se fez, tem que cuidar, pelo menos minimamente. Beijos gostosos.