quarta-feira, abril 27

Então tá né!

Tem situações na vida da gente, onde tudo que você pode dizer é... Então tá né?  ou ... Então tá né!

Eu sempre ouvi historias e mais historias de abandono de filhos pelos pais... Na verdade até vivenciei, porque o pai do Luigi é um imprestável... mas tinha atenuantes, como eles não terem convivido nada, então podia-se dizer que o laço, pai e filho, não foi criado... se é que é necessário convívio pra isso... dizem que as mães amam os filhos assim que eles nascem ( entendam que eu falo sobre mães... e não sobre parideiras) porque já temos 9 meses de convívio com o bebê, no ventre, então já temos esse laço criado... e os pais não, eles começam a desenvolver esse laço a partir do nascimento, com o tal do convívio....

Tudo bem até ai... Mas como explicar o enfraquecimento de um vínculo que foi consumado???? Alguém pode???

Minha tia, a Seli, tem uma amiga que separou quando os filhos tinham cerca de 12 anos.... por ai.... Ou seja, 12 anos de convívio, de um cara que se mostrava um bom pai... Mas, separaram.... e o que aconteceu? Ele se separou dos filhos também... Ele simplesmente sumiu... não ligava, não queria saber, pagava a pensão, religiosamente, mas nunca, nunca mais deu afeto.... e a pensão é importante? Lógico que sim, o mais pesado, sempre fica com a mãe, isso incontestavelmente , e o mínimo é que se pague a pensão , porque os custos não tem que ser somente da mãe.... Mas ai vem uma questão muito legal né.... o DEVER do pai, acaba na pensão? Poxa, eu acho mesmo que não!

Eu acho que é dever do pai, mais do que ajudar financeiramente, é ser presente... Cara, é tão ridículo isso.. relacionamentos acabam... Mas as pessoas não podem transferir esse termino aos filhos... nunca... Não existe ex filho...

Eu ando chateada, pra dizer a verdade muito chateada com coisas que vem acontecendo... Acho que decepcionada seria a palavra certa.... posso dizer que estou sendo surpreendida a cada dia que passa, e de maneira negativa.... As pessoas podem sim se mostrar piores do que você sempre achou que elas fossem..

Mas é assim a vida... como no texto do anjo de nome mãe, né... quem não conhece pode ler aqui ... as mães ( repito, MÃES, não parideiras) são o que a gente tem de mais concreto na vida!

E como a vida segue, a os dias passam... os meus estão passando maravilhosamente bem... graças a Deus... Tive períodos de reflexão... onde eu precisei olhar pra dentro de mim e ver o que eu podia ou não podia fazer, o que valia a pena, o que eu queria... e graças a Deus, resolvi essas questões, agora me sinto muito tranquila quanto a TODAS as minhas escolhas... E isso, é muito bom!

A vida só é dura, pra quem é mole... hahahahahaha

E falando em mole... caraca... tô malhando pesado... mas tô tão feliz.... Sabe, eu sempre vivi fazendo dieta e tal e coisa, e coisa e tal... Já fiquei no peso que eu queria ... Mas eu NUNCA tinha ficado satisfeita com as mudanças no meu corpo... e agora eu olho no espelho e falo... CARACAAAA TÁ FICANU BOMMM !! kkkkkkk e olha que eu sou MUITO critica, muito.... mas agora eu acho, mesmo que é esse o caminho, acho, mesmo que vou poder parecer por fora, o que eu sou de verdade... hahahahaha adoro, bem modesta... kkkk  Mas né, se a gente não se joga pra cima? Quem vai jogar????

Como diria meu amor... Tô amarradona hoje.... kkkkkk Pra quem não fala carioquês... feliz, contente, coisas do tipo.... kkkk

E vamos de música!


3 comentários:

Romeyka Aguiar disse...

menina

relaxa e se joga nas cores das

unhas rssss eu tbm só usava

branquinho ... comecei usando

os tosn clarinhos e hoje uso

"quase" todos rssss

Fabi Coltri disse...

Adorei seu post Mel.

Eu ando tão puta da minha vida com essas vacas q abandonam os filhos...

E esses ¨pais¨, tenho a sensação que eles acham q sendo ausentes estão se vingando da ex, sendo que na verdade o maior prejudicado nisso são os filhos neh??
Que Deus tenha pena de uma criatura dessa, q ignora, maltrata e humilha os filhos!

Deixa que Deus é justo!

Super beijo!

Lucimere disse...

Eu qdo estagiava na vara de família, me surpreendi, vendo a quantidade de pais que brigavam pelos seus filhos e a quantidade de mães que usavam os filhos para fazer birra para os pais. afê. coisa esquisita. mas posso te assegurar que existem muitos pais, muitos mesmos que são mais mães do que as mães.

Amarradona aê... continua malhando que na hora que os resultados aparacem é tudo de bom.

bjo.