segunda-feira, maio 2

Conversa entre amigos.

Desta vez eu quero falar sobre um assunto que estava conversando com a Mel, e ela achou uma ótima idéia trazer pra cá. Pois bem, diante de vários assuntos que nunca se esgotam e que de uma forma incrível sempre se renovam,  acabamos comentando sobre a convivência .
   Estava comentando sobre como as pessoas mudam depois que se casam (isso serve para os homens e para as mulheres), tenho uma grande amiga que num belo dia veio desabafar comigo a respeito do seu casamento que sem  ”nenhuma” explicação, “esfriou” e ela estava desconfiada que estava sendo traída.
   Como já a conheço há muitos anos, (uns 6 pelo menos) sei que temos um grau de intimidade que me permitia ser sincero, e ela me pediu isso. Pois bem, ela chorava dizendo que havia pego mensagens no celular do marido e que ele não atendia o telefone perto dela e tal... Ela era uma ótima dona de casa, sempre que o marido chegava do trabalho os filhos já tinham tomado banho, a janta pronta, a casa limpa, e disse ainda que tudo que ele queria na “hora H” QUANDO ele procurava, ela sempre correspondeu , e terminou dizendo que achava que ele tinha vergonha dela, porque ele sempre saia sozinho e nunca a levava...
   Nesse momento ela me pediu pra ser sincero e dizer o que eu achava, e eu virei pra ela e disse o seguinte:
   - Não tô aqui querendo defende-lo dizendo que as atitudes dele estão corretas, muito menos justificar, mas me responde uma coisa Bianca, você já se reparou hoje?
(pausa pra descrição)   Ela simplesmente estava vestida com uma camiseta regata toda velha e manchada do marido, sem soutien, com uma bermuda velha, tambem do marido.  As unhas todas roídas, os cabelos estavam de um jeito que parecia (tenho certeza) que ela tinha acordado, e só passado as mãos no cabelo, que por sinal estavam um bagaço total... e havia prendido todo embolado, isso sem contar os  fios (que mais pareciam mexas) brancos.
  - Sinceramente Maria, isso está broxante. Como você quer que o cara saia nas ruas de mãos dadas com você nesse estado... Não tem condições. E na hora da “saliência”? Você espera mesmo que o cara tenha tesão vendo você ir dormir com a camiseta regata velha e manchada dele?
(pausa para explicação) Como disse, nem defendendo, nem justificando o marido, mas a mulher pode sim, não se largar dessa forma. E isso também não acontece exclusivamente com as mulheres, existem muitos maridos que se largam após o casamento, o que fatalmente gera o mesmo efeito broxante na esposa.
   Ela ficou até chateada com o que falei, mas ela precisava ouvir isso pra tomar um rumo porra... Depois ela me entendeu e viu que eu só queria ajuda-la. Expliquei a ela que eu como homem, gostaria de chegar em casa e ver minha esposa cheirosinha e arrumadinha. É claro que é muito importante ver seus filhos bem tratados, a casa arrumada... Mas seria compreensível  se em um dia isso não tivesse sido feito. Se por acaso não desse tempo de deixar a janta pronta, porra, vamos pedir uma pizza!!! Ou se naquele dia ela preferiu não arrumar a casa direito, mas resolveu fazer o cabelo, as unhas... pra esperar o marido, tá valendo também. (só não pode virar regra, se não fudeu  rsrsrs).
   Deixei claro pra ela que nenhum homem quer uma empregada doméstica dentro de casa e muito menos um canhão andando de lá pra cá, senão, ao invés de Certidão de Casamento ele vai precisar tirar um porte de arma, rsrsrsrs.
   Acho que, mesmo ficando chateada com o que falei pra ela, entendeu o que eu quis dizer. Bom, pelo menos das vezes que a encontrei, ela parecia bem.


8 comentários:

Mother F****er disse...

É um assunto interessante. O fato é que há a necessidade de se encontrar um equilíbrio em tudo que se faz. Tenho prá mim, e já disse isso prá quase todas as mulheres com quem me relacionei, que quero uma mulher que viva comigo, não que viva prá mim. Que mantenha suas amizades, que queira se sentir bonita sempre prá mim, mas principalmente prá ela. E foi exatamente nesse erro que sua amiga caiu. Se anulou em função do casamento/marido. E isso é fatal prá autoestima dela. Óbvio que tudo isso se resolve com diálogo, e que na verdade essa chamada de atenção nem seria função sua, e sim do marido. Mas no caso deles, como não devem ter um diálogo tão franco assim, coube a você fazer esse papel.

Abraço!

Tatinha disse...

ó.. eu ja sou maloqueira mesmo e falaria assim, tu deve ser corna fia... rsrsrs
eu devia dá aulinha pra essas muié viuuuuu...
é bem por ai Marcos.. e vc disse td tb..tem mtooo homem relaxado por ai e machistao manja.. tipo, quero chegar em casa e a mulher pronta, janta feita.. mas caraio.. eu como sou moderna e trabalho igual uma condenada.. confesso q é humanamente impossivel.. entao pra mim tem q ser assim.. ''fazemos juntos, ja q chegamos juntos'' rsrs
Bjimmm e boa semanaaa

Lucimere disse...

1)Que bacana conversar com um ídolo... emocionante.

2)Caramba! 6,5k eliminados... é o máximo, mas ir para a academia com estômago vazio, não vai prestar, fica atenta a isso. e Parabéns!

3) Bem, sobre se cuidar ou não para o marido: Acho que não existem fórmulas para garantir o tal "Prometo ser fiel e amar e respeitar até que a morte separe".
Acho que se cuidar e se amar é formula para garantir o bem estar e para que não reste dúvidas que o outro é que não correspondeu... Sabe, Mel, acho que a mulher fica com uma carga muito grande de responsabilidade no relacionamento. E, não, é bem assim não, senão, mulheres lindíssimas não eram deixadas. Não estou querendo que as mulheres embaranguem de vez, não, não é isso, só acho que isso não é o ponto do desanimo do marido da outra. pois, ela vai se arrumar, vai se ajeitar todinha e ele vai continuar o mesmo.

bjos

Kinha disse...

Na minah opinião você está certíssima: ninguém merece uma mulher com cara de empregada, rs
Agora deixa eu me apresentar. Cheguei aqui pelos comentários que vi você fazer no Coisas Minhas, da Nira, lembra?
Pois é, sempre passava por lá e por aqui (eu adorava o blog dela) mas nunca comentava. Agora fiz um bloguinho pra mim (meu humilde cantinho). Se quiser visitar será bem vinda. Estou te seguindo!

MeL disse...

É Mere, tem todas essas situaçãos, esse post do Má me deu idéia pra um outro, que vai falar sobre mais ou menos isso... Quando o marido é q é tão acomodado, que vc pode se pintar de ouro, que não adianta nada... mas ai, sinto muito, o jeito é mandar pastar mesmo!!!

Lucimere disse...

Xi! Mel, eu acho que vc não entendeu o que eu quis dizer.

bjosss

Romeyka Aguiar disse...

oie linda

obrigado pela visitinha

beijos e ótima semana

bjs

MeL disse...

Sobre a comemoração da morte do Bin Ladem? Ou sobre o post?