sexta-feira, dezembro 24

Só pra constar...

Não achei que ia postar hoje.. rsrsrs Já que deu tempo, antes de sair, tamos aí.... Eu decidi umas coisas legais... uma delas é que não vou mais deixar de brigar por nada que eu quero..conseguir, nem é o mais importante, o importante mesmo é depois... poder saber que eu tentei!! Fora com a passividade... Ela não vai ter lugar em 2011...

Acabei de ler... A breve segunda vida de Bree Tanner.... Olha, devo confessar uma coisa...kkkkk Eu sou uma pessoa mãe de vaca até pra escolher presente... E a dona Tatiana Toffeti, me ligou antes do meu aniversário, dizendo que estava em uma livraria, e era pra eu escolher um livro... kkkkkkkk Bom... No calor das coisas, o livro menos agressivo que consegui lembrar foi esse.... Mas não que estivesse MALUCA pra ler sabe...kkkkkkkkkk (ela vai me bater) , mas é da minha idala, eu tinha que ler..... Enfim... Eu li né... e pra falar a verdade... O LIVRO É TUDO DE BOM...  Aaaa meooooooooooooo, nossaaaaaaa.... porqueeeeeeeee, porqueeeeeeeeeeeeeeeeeeee a Bree tinha que morrer, porque, porque.... o Diego??????????????????????????????? Onde foi parar o Fred????????????????????????????????????????? Ai genteeeeeeeeeeeeeee... Stephanie... eu odeio você!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Porque o Fred não podia ter salvado ela????? Só pra vocês poderem rier da minha cara, TODO MUNDO SABE QUE ELA VAIIII MORRER, né, porque no eclipse ela morre... bom.... imaginem eu, no meu amado elíptico, lendo o livro, correndo, e chorando... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk me valendo do barulhão das esteiras pra chorar de soluçar mano! BREE... EU ADOREI VOCEEÊ... NÃO QUERIA QUE VOCÊ TIVESSE MORRIDO, EU ODEIO A JANE!

Prontodesabafei!

***********************************************************************************
Eu amo esse poema... então... 

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.
Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.
Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.
Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você sesentirá bem por nada.
Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
Eque pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga `Isso é meu`,
Só para que fique bem claro quem é o dono dequem.
Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar esofrer sem se culpar.
Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
Eque se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar.



Que a vida seja bonita, e simples assim.... Feliz natal de novo....rs



Só, enquanto eu respirar...

2 comentários:

rakeu disse...

amei muito esse poema!!!!
Mellzinha, um Natal abençoado pra ti! beijos no netinho e no enzo bola!

Tatinha disse...

q lindaaaa.... q bom q gostou..mesmo morrendo a fulana ali.rsrs
beijso